PESQUISE AQUI AS NOTÍCIAS QUE EXISTEM NO BLOG.

TRAGÉDIA: CALDEIRA DE FABRICA EXPLODE E DEIXAM MORTOS E FERIDOS NA CIDADE DE SOUSA-PB

Duas pessoas morreram na explosão, que aconteceu na cidade Sousa e outras 13 pessoas ficaram feridas, sendo três em estado grave.

Uma caldeira da fabrica Torta Frei Damião "Fabrica de Resido", no bairro Andre Gadelha em Sousa-PB, explodiu na manhã desta segunda-feira (06/07/2015), e deixou duas pessoas mortas e 13 feridas, de acordo com informações do Hospital Regional de Sousa. Até as 10h30min ainda não havia informação do que provocou o fogo, mas as chamas foram contidas rapidamente.

Os feridos foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros e levados para Hospital Regional de Sousa.

De acordo com relatório divulgado pelo hospital às 12h45min, três feridos estão em estado grave e, por causa da gravidade dos ferimentos, serão transferidos para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Outros quatro pacientes estão em quadro regular, segundo o relatório, e os demais feridos ainda não tinham sido identificados.

Ainda segundo a unidade hospitalar, mais de 50 profissionais trabalharam no socorro às vítimas.  “O Hospital Regional de Sousa acionou toda a equipe médica da região para prestar os primeiros atendimentos, além da Rede de Urgência e Emergência do Estado da Paraíba, para dar suporte”, explicou a diretora da unidade, Apoliana Ferreira.

O hospital informou ainda que recebe os parentes das vítimas para fazerem a identificação.

As vítimas fatais foram identificadas por: José Neves da Silva, 52 anos, conhecido por “Zezinho”, e Flávio Moura de Sousa, 34 anos.

As vítimas socorridas ao Hospital Regional foram:
Ivonaldo Barbosa;
José Francisco Filho;
Ednaldo Mariano de Lima;
Everaldo Alves da Silva;
Valmir Gomes da Silva;
Juvaneide Maria dos Santos;
Valderley Duarte de Lima;
José Irisnaldo da Silva;

Em estado grave, UTI do Hospital Regional ficaram:
Francisco Paulo da Silva;
João Pereira da Silva;
Ricardo Silveira dos Santos, 42 anos;
Cleiton Carlos Madeira; e
Jocélio Damião de Sousa, comerciante, residente em São José da Lagoa Tapada. Esse teve 90% do corpo queimado, e seria transferido via Helicóptero do Governo do Estado.


Via G1 PB / Folha do Sertão


Nenhum comentário: