PESQUISE AQUI AS NOTÍCIAS QUE EXISTEM NO BLOG.

Carregando...

HOMICÍDIOS NO SITIO BAIXAS, ZONA RURAL DE ANTÔNIO MARTINS-RN

Foi registrado no inicio da noite desta quinta feira (02/07/2015), em Antônio Martins, mais um homicídio. A vitima foi um vaqueiro e agricultor aparentando mais de 50 anos de idade. 

O nome da vitima ainda não foi informado (informações em breve)

O fato ocorreu em um corredor que dar acesso ao Sitio Baixas, zona rural do município.


Foto via WhatsApp.

ACUSADO DE MATAR JOVEM SOUSENSE COM SEIS TIROS É PRESO EM SÃO PAULO DOIS ANOS APÓS O CRIME.

O sousense Ariel Charles Rodrigues de França, 29 anos, foi preso nesta quarta-feira (01/07/2015) pela polícia do Estado de São Paulo. Ele é acusado de ter assassinado a ex-namorada, a sousense Leliane de Assis Lopes, 22 anos. O crime aconteceu no dia 19 de janeiro de 2013 em São Paulo.

Familiares de Leliane informaram que o acusado foi preso e já foi encaminhado ao presídio onde ficará a disposição da justiça.

O crime

Leliane, foi morta enquanto caminhada em via pública com um amigo. Ela foi abordada por Ariel, que desceu de um carro e lhe disparou seis tiros. O acusado fugiu correndo após o homicídio. Leliane ainda foi socorrida para o Hospital Municipal do Servidor Público, mas não resistiu aos ferimentos.

Imagens de câmeras de segurança mostram que a vítima tentou se proteger atrás de um homem, quando o suspeito atirou pela primeira vez. Leliane e o homem caíram. O assassino ainda deu vários tiros na mulher e fugiu. O homem não se feriu.

Após o crime Ariel Charles se apresentou em companhia de seu advogado, onde foi ouvido e em seguida liberado por ter livrado o flagrante. Cinco dias depois do crime, a Justiça de São Paulo expediu o mandado de prisão e até o presente a polícia estava a procura do acusado, que foi preso dois anos após o homicídio.


*Sertão Informado

POLICIA CIVIL ESTOURA BOCA DE FUMO EM PAU DOS FERROS-RN

Uma equipe da Polícia Civil (PC) de Pau dos Ferros/RN, sob o comando do delegado Regional Inácio Rodrigues, estourou no final da tarde desta quinta-feira (02/07/2015), uma boca de fumo que funcionava num apartamento no bairro Nações Unido, em Pau dos Ferros.

A investigação partiu da suspeita de que presos do regime semiaberto estariam usando o local para traficar drogas durante o dia, horário que deveriam está exercendo alguma atividade laboral para fazer jus ao regime semiaberto.

O Dr. Inácio Rodrigues requereu  um mandado de busca e apreensão para o local suspeito e hoje foi dado cumprimento a ordem judicial. No apartamento foi encontrado o paulista Ialisson Samillys Costa da Silva, que estava cumprindo pena em Natal e foi transferido para Pau dos Ferros recentemente. Com Ialisson foram apreendidas algumas carteiras de identidade falsificadas, vinte  trouxinhas de cocaína e certa quantidade de maconha.

Ialisson cumpre pena por trafico de drogas, quando em 2011 foi preso chegando em Natal com 12 Kg de cocaína oriundo de São Paulo. O qual foi autuado por uso de documento falso e tráfico de drogas, e ficará recolhido no presídio regional de Pau dos Ferros.


*Via NPRN

“ANTÔNIO MARTINS-RN” CONVITE: CONSELHO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – OFICINA DE SENSIBILIZAÇÃO.

O presidente do CMDS (Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável) de Antônio Martins/RN, Francisco de Assis de Sousa, tem a honra de convidar a Vossa Senhoria, membro do conselho, para participar de uma OFICINA DE SENSIBILIZAÇÃO DO CMDS, que se realizará dias 02 e 03 de Julho de 2015, na Câmara Municipal.

A reunião e a oficina serão entre início às 08h e às 15h, sendo que às 09h30min, será servido um café da manhã, ao meio-dia um almoço, e às 14h00min, um lanche.

ASSUNTO EM PAUTA:

TEMA 01: O CONTROLE SOCIAL E PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL NOS PROCESSOS DE PLANEJAMENTO, ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DAS AÇÕES DA GESTÃO PÚBLICA E DA EXECUÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS.

TEMA 02: GESTÃO DESCENTRALIZADA E O RN SUSTENTÁVEL.

TEMA 03: A INTERSETORIALIDADE E A ARTICULAÇÃO ENTRE CONSELHOS E INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES.

TEMA 04: GESTÃO DE POLÍTICAS PUBLICAS DE GÊNERO, GERAÇÃO E RAÇA- ETNIA: A TRANSVERSALIDADE COMO PRINCIPIO ORIENTADOR DE TODAS AS POLÍTICAS.

Pedimos o comparecimento de todos os membros do conselho do CMDS do município, pois essa reunião e oficina são de tamanha importância para todo o município em relação a os investimentos que foram investidos nas (05) associações através do RN SUSTENTÁVEL.

Sem mais para o momento, antecipamos nossos agradecimentos.
Antônio Martins, 25 de junho de 2015.

Francisco de Assis de Sousa

Presidente do CMDS

PROFESSORES DA UFERSA REJEITAM PROPOSTA DO GOVERNO

A assembleia foi realizada na manhã desta quarta-feira, (01/07/2015), no auditório do Departamento de Ciências Exatas e Naturais (DCEN), no campus da Ufersa em Mossoró.

Segundo o diretor da Associação dos Docentes da Ufersa, Thiago Arruda, a proposta do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão mantém as perdas que a categoria vem tendo de o ano de 2010 e seria ampliada nos próximos com a tendência de inflação alta.

“Esta proposta escalonada é ruim porque não repõe as perdas que os docentes tiveram nos últimos anos. Ela mantém as perdas e ampliaria ainda mais nos próximos anos devido à tendência de inflação para o período”.

Por decisão unânime, a proposta do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), apresentada na última quinta-feira (25), onde firma o reajuste em 21,3%, escalonado no período de quatro anos, sendo que no primeiro ano, o reajuste seria de 5,5% e nos demais seria, em ordem, de 5%, 4,75% e 4,5%, foi rejeitada pelos docentes da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa).

Os servidores, que estão em greve desde o dia 28 de maio, reivindicam um realinhamento de 27%, além do fim dos cortes na educação pública, entre outros pontos.


*Via Venha Ver Noticias

CÂMARA APROVA REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL EM 1º TURNO NESTA QUINTA-FEIRA (02/07)

A Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quinta-feira (02/07), em primeiro turno, a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos para crimes hediondos, para homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. O texto "mais brando" votado nesta sessão foi considerado uma "pedalada regimental" do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para reverter a rejeição da proposta no dia anterior.

Na nova sessão, 323 deputados foram a favor, 155 deputados votaram contra a redução e houve ainda 2 abstenções. O texto ainda precisa passar pelo segundo turno de votação na Casa antes de ir para o Senado.
Na madrugada de quarta, outro texto que propunha a redução da maioridade foi rejeitado pelos deputados por cinco votos - são necessários 308 votos para a aprovação de PEC (Proposta de Emenda Constitucional), e apenas 303 haviam sido favoráveis.

O texto aprovado na sessão desta quinta prevê a redução da maioridade para 16 anos para jovens que cometerem crimes hediondos, como sequestro e estupro, homicídio doloso (com intenção de matar) ou lesão corporal seguida de morte. A diferença em relação ao texto derrotado na sessão anterior foi a retirada de tráfico de drogas, de terrorismo e de roubo qualificado do rol de crimes que fariam o jovem responder como um adulto.
A emenda aglutinativa foi acordada entre PMDB, líderes da oposição e deputados favoráveis à redução da maioridade penal, e sofreu críticas do PT, PC do B e PSOL, que classificaram como uma "pedalada regimental" de Cunha para ter sua vontade atendida.

Nas falas que defendiam a redução da maioridade penal, diversos deputados chamavam o "clamor das ruas" em defesa da aprovação do texto. Cerca de 87% dos brasileiros apoiam a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, segundo pesquisa de opinião feita pelo Datafolha no último dia 22 de junho.

Após tensão, sessão sem público.
A votação da redução da maioridade penal na noite de terça foi acompanhada por intensos protestos a favor e contra a PEC. A polícia legislativa chegou a fazer uso de gás de pimenta para dispersar manifestantes que tentavam entrar na Câmara.

A sessão, que durou mais de quatro horas, teve presença de dezenas de estudantes contrários à redução da maioridade penal e que comemoram a rejeição do texto substitutivo.
Nesta quarta-feira, as galerias não foram abertas para a entrada de manifestantes. A votação da emenda aglutinativa começou por volta da meia-noite e durou cerca de 45 minutos. Nesse período, o presidente da Câmara foi visto muitas vezes ao celular e foi acusado de estar convocando deputados à votação por telefone.
"Sua vitória não é uma vitória moral, é uma vitória matemática", criticou Silvio Costa (PSC-PE). "Vossa Excelência usou o tempo que quis", reclamou o parlamentar antes de ter o microfone cortado.
Próximos passos

O texto que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos (PEC 171/93) ainda deve passar por uma segunda votação na Câmara dos Deputados e por duas votações no Senado para que a Constituição seja alterada.

COMUNICADO: BOLSA FAMÍLIA – REVISÃO CADASTRAL EM ANTONIO MARTINS-RN

A Secretária Municipal de Assistência Social Rosineide de Mesquita Pereira, convida os beneficiários do Bolsa Família para participar de uma reunião nesta quinta-feira, 02 de julho, às 09 horas, no Salão Paroquial desta cidade, onde trataremos de assuntos de interesses de todos os beneficiários.


Rosineide de Mesquita Pereira
Secretária Municipal de Assistência Social

HOMEM É MORTO COM TIROS DE ESPINGARDA CALIBRE 12 NA ZONA RURAL DE MARCELINO VIEIRA-RN

Por volta das 11h30min desta quarta-feira (01/07/2015), uma pessoa foi morta a tiros de espingarda em Marcelino Vieira (RN). O homicídio aconteceu na Vila Ana Henrique, zona rural daquele município.

Segundo as primeiras informações da Polícia Militar, a vítima identificada como sendo a pessoa de Francisco Filho da Silva,  43 anos de idade, estava na referida vila, quando chegaram dois elementos, um deles com vestimentas camuflada, em uma moto, onde efetuaram disparos de espingarda calibre 12. 

Segundo as informações da PM, a vitima tinha passagem pela policia. As causas do crime ainda são desconhecidas. Policiais fizeram o isolamento até a chegada da perícia no local.


*Via Sargento Andrade

PRESIDENTE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, EDUARDO CUNHA DIZ TER CERTEZA QUE CÂMARA NÃO REDUZIRÁ MAIORIDADE PARA TODOS CRIMES

Após o plenário rejeitar a redução da maioridade penal para crimes graves, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse nesta quarta-feira (01/07/2015) ter “certeza absoluta” de que não será aprovada a proposta que reduz de 18 para 16 anos a idade penal para todos os crimes. Na opinião dele, para que a redução possa ser aprovada em alguns casos, será preciso chegar a um texto intermediário.

Pela proposta de emenda à Constituição (PEC) rejeitada na madrugada, poderiam ser penalizados criminalmente os jovens com 16 anos ou mais que cometessem crimes hediondos (como latrocínio e estupro), homicídio doloso (intencional), lesão corporal grave, seguida ou não de morte, e roubo qualificado. Eles deveriam cumprir a pena em estabelecimento separado dos maiores de 18 anos e dos menores de 16 anos.

No placar da votação, 303 deputados foram a favor. Eram necessários pelo menos 308, o equivalente a 3/5 da Casa. Outros 184 votos foram contra e houve três abstenções (veja aqui ) como votou cada deputado).

Depois do resultado da madrugada, o presidente da Câmara avaliou que ninguém tem a "ilusão" de achar que possa ser aprovada a redução para todos os crimes.

“Certeza absoluta que não vai passar uma redução plena. Se não passou uma redução parcial, não é a plena que vai passar. Ninguém aqui tem ilusão em relação a isso. Ou vai ter uma proposta menos restritiva do que aquela de ontem ou não vai passar”, afirmou ao chegar ao Congresso.
Ainda na madrugada, após a votação no plenário, Cunha informou que a Câmara deverá analisar agora o texto original da PEC, que prevê reduzir a maioridade para todos os crimes. Essa votação pode ocorrer nesta quarta, mas não está confirmada.

O presidente da Câmara avaliou também que "passou perto" de a PEC ser aprovada. A votação, segundo ele "mostrou que a grande maioria da Casa quer mudança".

“Votaram 491 deputados, ou seja, votaram menos 22 deputados do que o quórum máximo da Casa. Obviamente, se tivesse os 22 aqui, teria sido atingido. É difícil ter um dia que se consiga os 513”, concluiu Cunha.

Divergência com o governo

Cunha criticou os argumentos do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que nesta terça, antes da votação na Câmara, conversou com deputados da base aliada para expor posição contrária à redução da maioridade penal.

Após o encontro, Cardozo disse à imprensa que apresentou aos parlamentares dados do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) que, segundo ele, mostram déficit de vagas nos presídios, situação que pioraria caso a PEC fosse aprovada. Cardozo avaliou ainda que a redução da maioridade geraria consequências "desastrosas" para a segurança pública no Brasil.
Na visão de Cunha, Cardozo “propagou mentiras” entre os deputados da base aliada, e isso teria influenciado no resultado.


“O que influenciou no resultado não foi a articulação. Foi a mentira que ele propagou. Ele teve argumentos mentirosos que foram levantados pelos deputados no plenário, falando que jovens iriam ter apenamentos de coisas que não estavam previstas no texto. Espalhou que [o adolescente de 16 anos] seria responsável por ingerir bebida alcoólica, que ia poder dirigir. Uma série de boatos que não são verdadeiros, que não têm amparo no texto [votado]”, disse.

JOVEM PRESA ATUALIZA REDE SOCIAL DE DENTRO DA CADEIA NO RN. FACEBOOK; 'CHEGUEI CHEGANDO'

Uma paulista de 29 anos, presa há 36 dias por tráfico de drogas na região Oeste potiguar, foi transferida nesta terça-feira (30/06/2015) para uma cela isolada — chamada de castigo — após a direção da Penitenciária Agrícola Doutor Mário Negócio, em Mossoró, descobrir que ela estava postando fotos em uma rede social. A fotografia mais recente foi postada nesta segunda-feira (29), mas a página vem sendo atualizada desde o dia 17 deste mês.

No Facebook, Natália Ferreira de Souza é Natalia Cleitone Meneses. Na legenda da imagem publicada nesta segunda ela escreveu: “Cheguei chegando gata aceita q doi menos” (SIC). A frase acompanha uma figurinha com corações que diz: “se sentindo apaixonada”. Em outra publicação, feita no dia 21, Natália é irônica e faz piada: “Atenção! Para quem toma conta da minha vida... As contas deste mês já chegaram” (SIC).

José Fernandes, vice-diretor da penitenciária, disse ao G1 que Natália é natural da cidade de Caieiras, na Grande São Paulo, e que está em Mossoró há 36 dias. "Estamos tentando encontrar o celular. Até lá, ela vai para o castigo, que é uma cela isolada. Além disso, vai responder administrativamente por estar de posse de um objeto que é proibido dentro da penitenciária", acrescentou.

O vice-diretor explicou que Natália foi presa em Apodi, onde residia, mas como lá não existe uma unidade prisional feminina, ela foi transferida para Mossoró.


*G1/RN