PESQUISE AQUI AS NOTÍCIAS QUE EXISTEM NO BLOG.

22-02-2012 POETA, DAVI CALISTO NETO: AS RAZÕES DO CARNAVAL



AS RAZÕES DO CARNAVAL


Terminou-se o carnaval
Restam só as alegorias
Muitas paixões construídas
Em cima das fantasias
Muitos sonhos realizados
Muitos desejos frustrados
Em meio a tantas alegrias

Muitas músicas e folias
Muitos beijos sem amor
Muitas promessas vazias
Pelo o interlocutor
Muitas jovens iludidas
Muitas honras são perdidas
Sem conhecer o autor

Muitas histórias de amor
Vividas no carnaval
Muitos sonhos são desfeitos
Levados no vendaval
Muitas emoções destruídas
Muitas razões esquecidas
Muita falta de moral

As cinzas do carnaval
Tinge de branco a razão
Dos excessos que passaram
Vividos por folião
Ninguém assume os desmandos
São desprezados os comandos
Pela própria emoção

Uma festa de ilusão
Onde o sexo é explorado
Os limites são desfeitos
O pudor é execrado
Na minha concepção
Uma festa de tradição
De apologia ao pecado

Sei que ele é consagrado
No meio da juventude
Que extravasa os limites
Sem dar valor a virtude
Festa de empolgação
Onde o amor e a paixão
Não assume atitude

Espero que isso mude
E se torne mais real
Que quem é carnavalesco
Não seja tão liberal
Preservando as tradições
Controlando as emoções
Vividas no carnaval



Escreveu: Davi Calisto Neto
Antonio Martins/RN - 22/02/2012

Nenhum comentário: